Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

FORMIGAS E PENSAMENTOS NEGATIVOS E AUTOMÁTICOS

Imagem
“Mudar não é necessário.Sobrevivência não é mandatória” - W. Edwards Deming.

Hoje, vamos falar das tais formigas que tem mania de invadir nosso cérebro, também chamadas de pensamentos automáticos e negativos.

Vou colocar em ordem alfabética, porque um não é mais importante que o outro, são todos, democrática e igualmente, irracionais.

Estragam nossa vida e de quem mais estiver por perto, e simplesmente nos impedem de viver nossa plenitude.

Auto Rotulagem: Quando se generaliza uma ou duas qualidades negativas num julgamento negativo global a nosso respeito. Ex: Fui mal numa prova e concluo que “Sou um fracasso!”

Qual pode ser a consequência deste tipo de pensamento? Ou realmente tornar-se um fracasso, ou desenvolver um sólido pânico de fazer coisas novas, pois “se não fizer, não há jeito de fracassar”.


Cartomancia: Prevendo o pior resultado possível em qualquer situação. Sofrendo por antecipação.

“Tenho a mais absoluta certeza que esse prédio que estão construindo vai tirar todo o sol do…

RODA VIVA

Imagem
“Somos o que pensamos. Tudo o que somos, surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o mundo” Buddha.

A terapia cognitivo comportamental (TCC) é um tipo de terapia que ajuda a mudar estados emocionais, por modificar algumas formas de pensamento, crenças limitantes e outras distorções cognitivas.

Basicamente, pressupõe que é a nossa interpretação dos eventos, em vez dos próprios eventos, o que causa as consequências indesejadas e/ou os estados emocionais negativos que experienciamos em determinadaa situações.

O foco da TCC está nos seguintes elementos da experiência subjetiva:

A= Ativação (tudo que dispara uma emoção)
C= Crença sobre o evento
C1 = Consequência emocional (estado emocional resultante)
C2 = Consequência Comportamental (nossas ações ou reações)

(Em inglês, é o ABC, onde A = activating event - evento que ativa o processo; B = beliefs - crenças; C = consequences - consequências; C1 = consequence emotional - consequência emocional; C2 = consequence beh…

VELHO SONHO

Acredito piamente que conhecimento é poder e que prevenção é infinitamente melhor que tratamento.

Assim, estou dando início a um projeto que vem saracoteando em minha cabeça há muitos anos: Neurologia para crianças.

Começo com o pacote para Dependências.

Usei os slides da NIDA, que os distribui gratuitamente para médicos e professores, e pede que sejam repassados.

Os slides deles são ótimos, e não há porque reinventar a roda.

A tradução, comentários e analogias,são meus, e o NIDA não tem culpa alguma.

Para pais e professores, usem, abusem, repassem.

Pode ser copiado em pequenas apostilas,e distribuidas.

Mas o melhor jeito que conheço, é aprender junto com as crianças.

Faça do aprender algo divertido, e não um montão de regras enfiadas goela abaixo.

Duvidas e comentarios : mandem uma mensagem no blog.

Prometo que respondo o mais rápido possível.

Salute!

Dra. Patrizia D. Streparava

NEUROBIOLOGIA DAS DEPENDÊNCIAS

CRENÇAS, COMPORTAMENTOS E CONSEQUÊNCIAS I

Imagem
Ao abrir o computador hoje,e ver que o filme “Instinto Fatal”está fazendo aniversário de 25 anos, fiquei tentadíssima a falar sobre a velha e boa histeria.

Só não o fiz pelo fato que falar sobre as crenças foi a promessa que fiz no último post, além do fato do artigo estar prontinho para consumo.

Mas com certeza, esse aniversário não passará em branco.

Então, vamos ao que interessa nesse momento.

Comecemos por definir as 4 palavrinhas:


CRENÇAS:a) um estado de espírito ou hábito no qual a confiança é colocada em alguma pessoa ou coisa; b) convicção da verdade de alguma declaração, de algum ser ou fenômeno.
O antônimo é DÚVIDA

COMPORTAMENTO: a) a forma como uma pessoa se conduz; b) a resposta ao ambiente, de um indivíduo ou grupo; c) qualquer coisa que um organismo faça, envolvendo ação e sua resposta a estímulos. Os antônimos são PENSAMENTO e INAÇÃO.


CONSEQUÊNCIA: a) conclusão derivada da lógica (também chamada de inferência); b) algo produzido por uma causa ou necessariamente na sequênc…

TRATAMENTOS DEPENDÊNCIAS – PARTE II

Imagem
Comecei essa série de posts definindo dependências e seus tratamentos, como terra de ninguém, devido à imensidão de formas e tipos de tratamentos, que vão do basicamente médico, com medicação e ponto, até os moralistas-religiosos, onde o “vício” é falta de conhecimento da luz do Senhor, e basta se converter e serás curado.

Caso estejam interessados, fiz um Power Point  História do Tratamento das dependências.

No ultimo post, falei de um tipo de tratamento, que são as Comunidades Terapêuticas, das quais o melhor exemplo é a Comunidade de San Patrignano, na Itália.

Hoje, vou discutir algumas ideias, tanto de tratamentos quanto do que é chamado de “REDUÇÃO DE DANO”, e que é, basicamente, prevenção terciária.

Comecemos então com este último, e vamos de volta ao final dos anos 80 na Suíça, onde em Zurich, um parque chamado Platzspitz foi colocado à disposição dos usuários de heroína.

Lá, eles podiam usar à vontade, trocando as agulhas usadas por agulhas limpas, numa tentativa de diminu…

TRATAMENTOS DROGADEPENDÊNCIAS

Imagem
Começo informando que a definição de drogadependência que vai abaixo não é necessariamente aquela com a qual concordo totalmente, mas como é a (quase) universalmente aceita, tenho que colocá-la.

Assim, a toxicodependência (drogadependência) é definida como uma doença complexa, caracterizada por intenso e, às vezes, incontrolável desejo pela(s) droga(s), junto com a busca compulsiva da mesma, e o pensamento, e consequente comportamento, persistem mesmo em face de conseqüências devastadoras.

Embora o caminho para a dependência começe com o ato voluntário do uso, ao longo do tempo, a capacidade da pessoa de optar por não fazê-lo torna-se comprometida, e o buscar e consumir a droga torna-se compulsivo.

Este comportamento resulta em parte pelos efeitos da exposição prolongada do fármaco no funcionamento do cérebro, e em parte pela estrutura psíquica de base do indivíduo.

A dependência afeta múltiplos circuitos cerebrais, incluindo os de recompensa e motivação, aprendizagem e memória, e a…