Google+ Badge

sábado, 16 de dezembro de 2017

VIRAMOS UMA REPUBLICA DE BANANAS NAZISTA

E chegamos ao desespero.
Não bastassem os fatos alternativos, as mentiras deslavadas, a guerra às ciências, a distribuição de secretarias governamentais aos menos indicados, o uso de parques públicos para construção civil, a indicação para magistrados de gente que nem sabe o que é advogar, a ode aos supremacistas brancos e KKK, foi dada a última facada no corpo doente.  ARTIGO ORIGINAL-CLIQUE AQUI

“TRUMP E SUA ADMINISTRAÇÃO ACABARAM DE PROIBIR O CDC DE USAR ESTAS 7 PALAVRAS


A administração de Trump está proibindo os funcionários da agência de saúde pública do país (CDC- Centro de Contrôle de Doenças), de usar uma lista de sete palavras ou frases - incluindo "feto" e "transgênero" - em qualquer documento oficial preparado para o orçamento do próximo ano.
Os analistas de políticas nos Centros de Controle e Prevenção de Doenças em Atlanta foram informados da lista de palavras proibidas em uma reunião na quinta-feira com altos funcionários do CDC que supervisionam o orçamento, de acordo com um analista que participou do briefing de 90 minutos. As palavras proibidas são "vulneráveis", "direito", "diversidade", "transgênero", "feto", "baseado em evidências" e "baseado em ciência".
Em alguns casos, os analistas receberam frases alternativas. Em vez de "baseados em ciência" ou ¬ "baseados em evidências", a frase sugerida é "CDC baseia suas recomendações em ciência em consideração com os padrões e desejos da comunidade". Em outros casos, nenhuma palavra de substituição foi imediatamente oferecida.
A questão de como abordar questões como orientação sexual, identidade de gênero e os direitos ao aborto, que recebeu visibilidade significativa sob a administração Obama, emergiu repetidamente em agências federais desde quandoTrump assumiu a presidência. Vários departamentos importantes - incluindo Saúde e Serviços Humanos, que supervisionam o CDC, bem como Justiça, Educação e Habitação e Desenvolvimento Urbano, mudaram algumas políticas federais e como eles coletam informações governamentais sobre lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.
Em março, por exemplo, o HHS tirou as questões sobre orientação sexual e identidade de gênero em duas pesquisas com idosos. Também removeu de seu site qualquer informação sobre LGBT. A Administração para Crianças e Famílias do Departamento, arquivou uma página que descrevia os serviços federais disponíveis para pessoas LGBT e suas famílias, incluindo como eles podem adotar e receber ajuda se forem vítimas de tráfico sexual.
No CDC, a reunião sobre as palavras proibidas foi liderada por Alison Kelly, líder sênior no Escritório de Serviços Financeiros da agência, de acordo com o analista do CDC, que falou sob condição de anonimato porque a pessoa não estava autorizada a falar publicamente. Kelly não disse por que as palavras estão sendo banidas, de acordo com o analista, e disse ao grupo que ela estava apenas transmitindo a informação
Outros funcionários do CDC confirmaram a existência de uma lista de palavras proibidas. É provável que outras partes do HHS estejam operando sob as mesmas diretrizes sobre o uso dessas palavras, disse o analista.
No CDC, vários departamentos são responsáveis pelo trabalho que utiliza algumas dessas palavras. O Centro Nacional de HIV / AIDS, Hepatite Viral, DST e Prevenção de TB está trabalhando em formas de prevenir o HIV entre pessoas transgêneros e reduzir as disparidades na saúde. O trabalho do CDC sobre defeitos congênitos causados pelo vírus Zika inclui pesquisa sobre o desenvolvimento do feto.
A proibição está relacionada ao orçamento e aos materiais de apoio a serem entregues aos parceiros dos CDCs e ao Congresso. O orçamento do presidente para 2019 deverá ser lançado no início de fevereiro. O plano de orçamento geralmente é moldado para refletir as prioridades de uma administração.
As agências federais estão enviando suas propostas de orçamento para o Escritório de Gestão e Orçamento, que tem autoridade sobre o que está incluído.
Citado analista, que trabalha no CDC há muito tempo e cujo trabalho inclui a descrição, por escrito, do trabalho do CDC para o plano de gastos anual da administração, não conseguiu recordar um tempo anterior em que palavras tivessem sido banidas de documentos de orçamento porque eram consideradas controversas.
A reação das pessoas na reunião foi "incrédula", disse o analista. "Foi tipo, 'Você está falando sério? Você está de brincadeira?' "
"Na minha experiência, nunca tivemos nenhuma proibição do ponto de vista ideológico", disse o analista.
As notícias sobre a proibição de certas palavras ainda não se espalharam para o grupo mais amplo de cientistas no CDC, mas é provável que provoque uma reação, disse o analista. "Nossos especialistas não vão engolir isso silenciosamente, é que ainda não chegou a eles".
O CDC tem um orçamento de cerca de US $ 7 bilhões e mais de 12 mil funcionários trabalhando em todo o país e em todo o mundo, em tudo, desde segurança alimentar e de água, a doenças cardíacas e câncer, até prevenção de surtos de doenças infecciosas. Grande parte do trabalho do CDC tem forte suporte bipartidário.
Kelly disse aos analistas que "certas palavras" nos rascunhos orçamentários do CDC foram enviadas de volta à agência para correção. Três palavras que foram marcadas nestes rascunhos eram "vulneráveis", "direito" e "diversidade". Kelly disse ao grupo que a proibição das outras palavras havia sido transmitida verbalmente.”
Pronto, o artigo acabou, então, para resumo, cá estão as palavras e seus substitutos. Como algumas delas não tiveram substitutos, vou propor alguns:
Baseado em evidências e Baseado na ciência virou : O CDC baseia suas recomendações em ciência em consideração com os padrões e desejos da comunidade.
Transgênero: não deram frase alternativa, então proponho o comum de dois, como pianista
Feto: também não deram nome alternativo, assim minha proposta é balão de aniversário.
Vulnerável :Idem. Minha proposta: Aquele que é o antônimo de invulnerável.
Diversidade: Também nada. Assim como estou em fase de antônimo, sugiro o oposto de monotonia.
Direito: O oposto de equivocado.
Terminada sessão ironia, vem momento “Senhor meu Deus que qui é isso?
Ciência baseada nos desejos da comunidade? Quer dizer que, se a comunidade acha que a Lei da Gravidade é “so uma teoria”, significa que “tudo o que sobe não precisa necessáriamente descer?” Newton, Darwin, Galileo, Einstein, Plank, Nobel, e mais toda a multidão de cientistas de todas as eras, estão se remexendo nos túmulos. Pior, me lembra a relação histórica de quedas de impérios e expansão de religiões. Aconteceu com o império Persa e a ascenção do Islamismo, onde, em cada sala de aula, de crianças a faculdade de medicina, um Mulà deveria estar presente para assegurar que os ensinamentos estariam de acôrdo com a religião. Roma e o cristianismo também são excelentes exemplos.
Claro que o melhor exemplo de vulgarização da ciência, vem do Hitler. Só para se ter uma idéia:
“Censura na Alemanha Nazista"ARTIGO ORIGINAL-CLIQUE AQUI
O principal motor da censura foi o ministro da Propaganda, Joseph Goebbels. Era sua responsabilidade se certificar que o povo alemão fosse alimentado com material aceitável para o estado nazista. Jornais, rádio e todas as formas de mídia foram colocados sob o controle dos nazistas. Mesmo a indústria do cinema tornou-se controlada pelos nazistas, onde a estrela principal foi Leni Riefenstahl que, embora favorecida por Hitler, não desfrutava de um bom relacionamento com Goebbels. A música era controlada pelos nazistas. A música de Gustav Mahler e Felix Mendelssohn foi banida, pois ambos eram judeus. O jazz também foi banido. Mesmo contar piadas sobre Hitler tornou-se uma ofensa grave, passível de enviá-lo para os campos de concentração e potencialmente morte. A censura foi aplicada por vários métodos. Primeiro, a polícia secreta ou a polícia "normal" asseguraram que as regras fossem mantidas. Em segundo lugar, qualquer pessoa que quisesse sair da norma desejada do partido enfrentava as consequências mais graves. Em terceiro lugar, as pessoas em geral deveriam denunciar qualquer coisa inaceitável ao chefe do partido local. Aqueles que sabiam algo, mas não relataram eram considerados tão culpados quanto aqueles que estavam contra o sistema. A censura assegurou que os nazistas tivessem o público alemão em suas mãos com bombardeios diarios de como suas vidas tinham sido melhoradas desde o dia em que Hitler se tornou o líder da Alemanha.”
"A principal função da propaganda é convencer as massas, cujo raciocínio é lento, e precisa de tempo para que possam absorver a informação. Assim, apenas a repetição constante conseguirá imprimir uma idéia em sua mente. O slogan deve, evidentemente, ser ilustrado de muitas maneiras e de vários ângulos, mas, no final, sempre deve retornar à afirmação da mesma fórmula. Adolf Hitler, no Mein Kampf”
Está acontecendo de novo.

0 comentários:

Postar um comentário