Google+ Badge

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

ANNO AMET OU COMO DIZEMOS NÓS, ANO INTERESSANTISSIMO

Esta é a parte do ano que me divirto, seguindo as resenhas. Tem a dos famosos que nos deixaram, as mais belas fotos, os piores momentos, as maiores imbecilidades políticas (essa é um pleonasmo repetido anualmente com ligeiras variações, em diferentes linguas e locais geográficos), os twitters mais engraçados e os mais cretinos, enfim há para todos os gostos e tendências. Este ano, que foi interessantissimo, e penso na maldição chinesa de “que os deuses te façam viver em tempos interessantes”, no qual tive a impressão que o paraiso precisava ser repopulado com gente boa, e quantos se foram, entre famosos e pouco conhecidos, minhas referências quase que se acabaram.

Assisti, em choque, os 7 a zero, pulei de alegria com Italia ganhando da Inglaterra, morri de vergonha de pertencer à mesma raça que os decapitadores da ISIS, vibrei com a coragem do Papa Francisco, aplaudi em pé as mudanças feitas pelo Obama, quis estapear, pessoalmente, o Bolsonaro, dizendo: “Como acredito que o Sr. Mereça Ser Estapeado, aqui vai, em meu nome, seu merecimento”, e catapimba, aquela estapeada de mão cheia.

Quase chorei de emoção com o reconhecimento, pela ciência, que Freud estava certo e que mais do que 75% de nossas ações diárias são ditadas por nosso inconsciente, do qual nada sabemos.

Entrei em surto de fé, a rezar para que todos os avanços na pesquisa do mal de Alzheimer, se tornem realidade. Quis mudar para o Canadá quando vi a maneira como lidar com um ato insensato de terrorismo (pleonasmo intencional). Terminei e publiquei meu primeiro livro completamente fora de minha área, com o insano título de: “Como lidar com um diabético teimoso: Perigos, Subterfúgios e Mazelas de uma Cuidadora.”
Quebrei um dedo e desconjuntei minhas costas.
Sim, ano interessante.
Então, minha resenha aqui vai:

O MELHOR EM MEDICINA

UNIDADES MÓVEIS PARA AVC.
Cada segundo conta quando um paciente sofreu um acidente vascular cerebral. Quanto mais rápido diagnostico e tratamento, melhores as chances de recuperação. Para utilizar o tempo crítico durante o transporte de um paciente para o hospital, uma unidade de AVC móvel é composta por um paramédico, uma enfermeira de cuidados intensivos, e uma tomografia axial computadorizada (TAC), que avaliam a função neurológica e administram o ativador do plasminogênio tecidual (t -PA), o qual auxilia na quebra de coágulos. Enquanto isso, a telemedicina permite que neurologistas no hospital possam ser consultados, via vídeo em banda larga.

VACINA CONTRA A DENGUE
Globalmente, 50-100000000 pessoas em mais de 100 países são atingidos a cada ano com este vírus transmitido por um mosquito (também conhecida como "febre quebra-ossos"). A vacina foi desenvolvida e testada, e chegará no mercado até o final de 2015.

INIBIDORES DA PCSK9 PARA REDUÇÃO DO COLESTEROL
Por mais de duas décadas, tem se usado estatinas para reduzir o colesterol e seu risco de doença cardíaca associada, Infelizmente, alguns pacientes são intolerantes e delas não podem se beneficiar. Em 2015, o FDA deverá aprovar o primeiro inibidor PCSK9, um redutor de colesterol injetável, para esses pacientes.

DROGAS CONJUGADAS COM ANTI CORPOS
A quimioterapia tradicional sempre foi uma faca de dois gumes: mata as células cancerosas, mas, simultaneamente, danifica ou destrói as células saudáveis. Uma nova abordagem promissora para o câncer avançado oferece seletivamente agentes citotóxicos para células tumorais, sem os danos colaterais ao tecido normal.
INIBIDORES IMUNITÁRIOS DE PONTOS DE VERIFICAÇÃO
Em combinação com quimioterapia e / ou radiação, estes medicamentos recentemente desenvolvidos podem estimular o sistema imunitário e aumentar significativamente o tempo de remissão do melanoma metastático. A investigação continua para determinar a eficácia dos fármacos no tratamento de outros cânceres.

MARCA PASSOS CARDÍACOS MELHORADOS
O Marca-passo cardíaco melhorou: marcapassos artificiais foram inseridos cirurgicamente em milhões de pacientes cardíacos ao longo dos últimos 50 anos, para regular seus batimentos cardíacos. O desenho permaneceu essencialmente o mesmo, com um gerador de impulsos de transmissão de corrente elétrica para o coração através de pequenos fios inseridos numa veia. Mas fios defeituosos ou danificados, provocaram infecções em 2% dos casos. Para eliminar esse risco, novos pacemakers foram concebidos para ser inseridos diretamente no coração. São muito menores (aproximadamente o tamanho de uma cápsula de medicamento) e podem ser implantados através de cirurgias minimamente invasivas.

DOSE ÚNICA DE RADIOTERAPIA INTRA OPERATÓRIA
A detecção e tratamento precoce do câncer de mama, salvam vidas. Para estágio inicial de câncer de mama, o tratamento normalmente consiste de uma mastectomia e semanas de radioterapia subsequente. Com IORT, a radiação é entregue em uma única dose durante a remoção cirúrgica do nódulo.

NOVA DROGA PARA INSUFICIÊNCIA CARDIACA
Aprovado novo inibidor do receptor de angiotensina (Neprilysin), que demonstrou um aumento significativo na taxa de sobrevivência de pacientes com insuficiência cardíaca, quando comparados àqueles tratados com medicação padrão atual, (Enalapril).

Nas neurociências, foram tantas e tantas coisas novas, que juro que não consigo escolher, mas uma coisa é certa e segura: o Mal de Alzheimer está sendo estudado e atacado das mais diversas formas, e embora ainda não haja algo definitivo, tenho a maior fé que nos próximos 5 anos o fantasma horrendo do velho alemão será quase que só parte da história da medicina. Estou com meus dedos todos cruzados. Também foi o ano que o DSM, a assim chamada “Bíblia dos Psiquiatras”, nome que detesto com uma fé digna de Savonarola, foi justa e muito bem recolocado em seu lugar de livreto de estatísticas, donde jamais deveria ter saído.

Foi o ano no qual, as neurociências descobriram o “inconsciente”, e quero crer que as cinzas de Freud estão rodopiando de puro prazer. Foi o ano que foi apresentada evidência aos borbotões, para tratamento de Depressão, demonstrando que só o uso de medicação não é uma boa ideia, e que terapias cognitivas tem efeito de longo prazo.
Enfim, foi um ano absolutamente fantástico na área, e espero que isso continue.

Por outro lado, em alguns momentos tive a impressão de estar vivendo num mundo totalmente esquizofrênico: de um lado, as maravilhas que já descrevi, e de outro a sensação de ter retornado à Idade das trevas, onde pessoas estão decapitando outras, tem gente aqui defendendo as torturas da CIA, e alguns religiosos instigando seus seguidores a matar todos os gays e negros, de formas a fazer uma América mais “limpa”.

Mas, como é fim de ano, escolho acreditar nos milagres que homens e mulheres continuam fazendo todos os dias. De cuidar de seus filhos a mandarem foguetes para asteroides em viagens de 10 anos, de tratar um machucado a tratar da epidemia de Ebola, de batalharem num emprego que nem amam tanto, mas tem que alimentar os filhos, a fazer oposição pacífica a desmandos políticos. A todos esses fazedores de milagres e de beleza do dia a dia: FELIZ ANO NOVO!

0 comentários:

Postar um comentário